Meu filho veio até mim carregando um Novo Testamento dado a ele por um popular ministério de homens. Imprensado dentro das páginas havia fotos e biografias de grandes homens cristãos. Eles eram todos homens de garra. Campeões olímpicos e atletas profissionais. Ele estava numa escola de arte. “Se isto é a definição de um homem piedoso”, disse ele, “eu não tenho uma oração. Onde estão os artistas, os músicos, os autores?”

Leia o artigo na íntegra