“Queremos que a vida, a alegria e o amor de Deus sejam fluentes nas nossas atuações.”

O Life Sound Choir é constituído por 33 cantores amadores. Escutá-los é uma verdadeira inspiração. Trazem em si uma alegria contagiante, a que ninguém pode ficar indiferente. E assim se definem: “Somos pessoas transformadas por Jesus Cristo, que se esforçam por mostrar que viver o cristianismo não é ser triste, cabisbaixo, amorfo, religioso. Jesus Cristo veio não só para dar vida, mas vida com abundância. Somos um coro de gente simples, das mais diversas profissões que, apesar das diferenças, ama o próximo. ”Vamos ouvir Armando Miguez, director musical, e saber mais.

Homem Hoje Online – Quando surgiu o Life Sound Choir e porquê?

Armando Miguez - O Life Sound Choir surgiu em 1991 como Coro Vida Abundante, a convite do Pr. João Cardoso. O objetivo inicial era realizar um Musical de Natal. Apresentámos o Musical e decidimos dar continuidade a um trabalho dinâmico e aglutinador. O Coro veio completar o espetro musical da igreja local, composto por bandas e grupo de louvor.

HHO – Quais são os objetivos deste grupo coral?

AM - O grande objectivo é servir a Deus através da música, servir a Igreja em geral e servir a comunidade com uma mensagem de amor em qualquer lugar.

HHO– Que mensagem procuram transmitir, de uma forma geral?

AM - Pretendemos apresentar o amor de Deus através da música. Queremos que a vida, a alegria e o amor de Deus sejam fluentes nas nossas atuações. Através da harmonia de vozes, dos nossos testemunhos e dos sorrisos, as pessoas percebem que Deus é muito mais que religião. Quando falamos de Jesus Cristo, atraímos a atenção das pessoas para o amor de Deus por todo o homem e mulher. Nas nossas atuações tentamos destruir um estigma instalado: quem fala de Deus é beato ou ignorante ou um infeliz. E não é, de todo, assim.

HHO – Desde então, já tiveram inúmeras apresentações musicais…

AM - Como disse, começámos por fazer apenas Musicais. Depois, naturalmente começámos a cantar em Celebrações e a convite de outras igrejas. Em 2001, celebrando 10 anos de existência, realizámos um Musical que era uma espécie de Revista à portuguesa com o título “Vidas”. Os textos e as músicas foram criados pelo Coro. Durante 6 apresentações, enchemos o auditório e foi um sucesso a todos os níveis.

Em Maio de 2002, o CORO participou no primeiro programa de TV, o "100º HERMAN SIC", realizado no Convento do Beato juntamente com Karen Ribeiro (na altura mulher do futebolista Jardel), e o Pastor João Cardoso. A surpresa foi geral em todos os convidados, tendo o Coro recebido palavras de incentivo do próprio Herman José e da fadista Maria da Fé, entre outros.

HHO – Depois lançaram um CD…

AM – Sim, em 2004 lançámos o nosso 1º CD “Salmo 150” e realizámos a nossa primeira tournée ao estrangeiro. Durante 15 dias estivemos no Brasil. Visitámos várias igrejas no Rio de Janeiro e estivemos na “Comunidade da Graça”, em S. Paulo. Iniciámos o nosso site http://www.lifesoundchoir.com

HHO – E seguiram-me muitos convites e oportunidades…

AM – Sim, em 2005 fomos ao Luxemburgo e cantámos num programa ao ar livre para milhares de portugueses a convite da comunidade portuguesa, por ocasião do 10 de Junho. Fui recebido pelo Sr. Embaixador e tive oportunidade de oferecer um CD não só a ele como também ao Dr. Ascenso Simões, Sec. de Estado das Comunidades, na altura. A 6 de Julho de 2005 o Coro foi ao "Portugal no Coração" da RTP1, um programa visto em todo o mundo. Ainda em 2006, foi a vez de o coro se deslocar ao programa “Praça da Alegria” RTP1, no dia 1 de Novembro.

Em Abril de 2007, a convite da Igreja Novas de Alegria, o Coro deslocou-se à Ilha Terceira/Açores onde atuou em Angra do Heroísmo ao ar livre, na Praça Central, e na sala do Recreio dos Artistas. Foi uma deslocação magnífica a todos os níveis, que nos deixou muitas saudades.

HHO – Voltaram a gravar CDs?

AM – Sim, o dia 7 de Outubro de 2007 é mais um marco no nosso percurso. Foi a estreia do Musical "Vou Gritar" e lançamento do 2º CD do Coro com o mesmo título. Mais tarde, em 2009, o Coro decidiu renovar a sua imagem e também o nome, passando a chamar-se Life Sound Choir. A partir daí, o Coro deixou de ser constituído só por membros da nossa igreja local e tornou-se interdenominacional. Em 2012, por razões diversas e externas à nossa vontade, deixámos de ter a Banda que nos acompanhava ao vivo. Neste ano de 2016, lançámos o 3º Cd “Canta e Vive”. Todos os anos, normalmente entre Setembro e princípio de Julho, temos entre 8 a 12 atuações, o que para um grupo como o nosso é muito bom.

HHO – Consideram-se um coro "todo-o-terreno". Porquê?

AM - É verdade. Porque somos um grupo muito versátil. Não andamos só no nosso conforto, mas vamos a terrenos mais duros e difíceis. Cantamos em tudo e tudo o que for necessário. Desde programas evangelísticos, a cultos ou concertos de beneficência.

HHO – Nem todos os participantes vivem na zona de Lisboa. Fazer “viver” este grupo, representa um grande esforço?

AM - Sim, representa um esforço suplementar, em especial nos dias que correm. Tenho dito muitas vezes que numa “micro sociedade” como é o Coro, vejo as grandes mudanças sociais que vivemos nos últimos 10 anos. Sentimos tudo: vários membros que emigraram, aperto financeiro, mudanças profissionais, dificuldade em conciliar horários, entre outros. Acresce a deslocação de alguns cantores que vivem longe. Temos cantores de Estremoz, Abrantes, Malveira, Moita, Samora Correia, Povoa Sta. Iria e arredores de Lisboa. Deus tem sido fiel e tem ajudado nos momentos difíceis. Ensaiamos todas as terças feiras em Alvalade. A nossa igreja local sempre disponibilizou o espaço e tem dado apoio.

HHO – Houve alguma apresentação que queira destacar aqui, por ter sido especial para vós, como grupo?

AM - Graças a Deus onde vamos, para nós, é sempre especial, e são tantas que é difícil escolher. Cantamos sempre com garra e damos o melhor seja para 50 ou para 500 pessoas. Mas, além de tudo o que já referi, vou destacar algumas: em 2011, Concerto de 1h15m que realizámos na Igreja Católica de Coruche. Igreja completamente cheia e as pessoas pagaram a entrada para a ajuda ao trabalho social. 2012 Concerto na “Voz do Operário” “Unidos com a Mariana” que nós organizámos com outros amigos e mais artistas, para ajudar uma família a ter uma escada automática. Em 2013, 15º Aniversário da nossa igreja em Alvalade. 2014 Conferência “Aglow” e recentemente a 2 de Julho 2016, em Castanheira de Pera, ao ar livre, a convite da Câmara local.

HHO – Para si, Armando, que significado tem tido esta experiência? E para vós, como casal?

AM - Tem sido uma experiência muito feliz e enriquecedora e que, em muitos momentos, testou os meus alicerces na resistência aos abalos desta vida, em que queremos dar de graça o que de graça recebemos. Sem dúvida, tudo isto me deu muita alegria, paz, resiliência, e descanso por estar a fazer algo que Deus ama e quer. Injetou muita maturidade e realização pessoal em momentos muito duros nestes 25 anos de vida. Entre vários desses momentos, a partida cedo demais de 2 amigos e membros do Coro foram mesmo muito duros, mas tenho tido muita ajuda de membros do Coro -  pessoas que têm sido fundamentais e amigos leais ao meu lado para me apoiarem dizerem o que gosto e não gosto. Acima de tudo, sabem o que estão a fazer, e têm compromisso num ministério tão atacado pelas trevas. A minha mulher Helena e os meus filhos Jorge Filipe e Rebeca (emigrou) cantaram no Coro vários anos. Neste momento não estão, mas sempre foram pilares na minha liderança.

HHO – Planos para o futuro?

AM - Gostaríamos de reativar a Banda com músicos que queiram servir. Queremos aumentar o número de cantores, com compromisso e vontade de servir. Temos como alvo ser cada vez mais abrangentes. Não olhamos a nomes de igrejas, olhamos à beleza da diversidade do Corpo de Cristo, por isso estamos disponíveis para todas. Continuaremos a servir comunidades e instituições que nos pedem para ajudar casos concretos e reconhecidamente em necessidade. O Life Sound Choir continuará ativamente nas redes sociais Facebook, Twitter e no Meo Kanal 191600

HHO – Em conclusão, um versículo bíblico que seja uma referência importante neste ministério.

AM - “Alguns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós confiamos no nome do Senhor, o nosso Deus. Eles vacilam e caem, mas nós nos erguemos e estamos firmes.” (Salmo 20:7,8)