Na linha da frente contra a Violência Doméstica

O website O primeiro Homem de Pé (em Inglês: First Man Standing), foi lançado em Setembro de 2016 pela Restored, organização parceira do Desafio Miquéias. A Restored, pretende com esta iniciativa, criar uma “oportunidade para que os homens, em todos os lugares, sejam os primeiros em suas famílias, clubes, igrejas ou local de trabalho a ficarem de pé e a manifestarem-se sobre a necessidade de construir fortes relacionamentos e por fim à violência contra as mulheres.” O manual “Pondo Fim ao Abuso Doméstico”, uma ferramenta útil para as igrejas, encontra-se disponível em cinco idiomas, nomeadamente em português. Para a ceder ao referido manual consulte

www.restoredrelationships.org/resources/info/127/

Fonte: www.firstmanstanding.com

 

DISSERAM

“A família foi a primeira instituição criada por Deus, constituindo a base da nossa sociedade. Deus criou o homem e a mulher à Sua imagem, como parceiros iguais e cada um com um papel diferente (E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou: macho e fêmea os criou – Génesis 1:27.

O homem foi criado para exercer as funções de chefe de família (Efésios 5:23; I Pedro3:1). Contudo, tal função tem vários deveres inerentes. O homem tem a responsabilidade de amar a esposa, nunca tratá-la severamente (Colossenses 3:19), tratá-la com dignidade (I Pedro 3:7) e amá-la tal como Cristo fez com a igreja, ou seja, se necessário, deve dar a vida pela esposa (Efésios 5:29).

Não cumprindo o homem tais deveres, a mulher deve, sim, efectuar a respectiva participação e é dever da comunidade protegê-la, abstendo-se de efectuar qualquer juízo de valor ou culpa.”

Excerto do artigo A violência aqui ao lado…, revista Mulher Criativa, edição de Nov/Dez de 2016, por Renato Grazina, Juiz de Direito.

“A violência doméstica esteve em foco recentemente, no programa E se fosse consigo?, da autoria da jornalista Conceição Lima. É de louvar a iniciativa, pela sua natureza pedagógica e por não deixar que o assunto perca a relevância, tanto mais que estamos diante de uma grande flagelo da sociedade. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, 1 em cada 3 mulheres é ou será vítima de violência doméstica em alguma altura da sua vida.

O programa, que contou com a participação de dois actores, expõe o comportamento de algumas pessoas que se encontravam numa esplanada próxima ou que passavam no local em que agressão era encenada.

Abel Tomé, na secção a Fechar da edição de Set/Out de 2016 da revista Mulher Criativa, comenta a reacção das pessoas perante este caso ficcionado, dividindo-as em três grupos: os indiferentes, os camplacentes e os inconformados/Indignados.

O desafio que o programa E se fosse consigo? nos lança é, no fundo, o mesmo que a parábola do Bom samaritano: colocarmo-nos no lugar do outro e agirmos em amor.

Excerto do artigo E se fosse consigo?, revista Mulher Criativa, edição de Set/Out de 2016

 

LEITURA SUGERIDA

Dado tratar-se de um assunto que diz respeito a todos, incluindo os cristãos, e para que não perca a sua relevância, tanto mais que estamos diante de um grave flagelo da sociedade, Homem Hoje Online recomenda a leitura do livro Violência Doméstica e Crimes Sexuais, Um guia para as vítimas familiares e amigos, da autoria do Professor Luís Maia.